CulturaNovidades

Saiba quais serão os documentários exibidos pelo Sesc de Araraquara nesta semana

O Festival Internacional continua exibindo documentários no Sesc de Araraquara. Nesta terça (14) e domingo (19) mais dois ganham as telonas da unidade

documentários no Sesc de Araraquara

Documentários no Sesc de Araraquara: que tal assistir duas produções com entrada gratuita nesta semana?

A unidade da Morada do Sol continua, até o final do mês de maio, exibindo produções do Festival Internacional de Documentários.

Criado e dirigido pelo crítico Amir Labaki, o Festival apresenta os melhores documentários produzidos no Brasil e no mundo. Todas as exibições são gratuitas e a retirada de convites começa uma hora antes do início da sessão.

São produções que trazem à tona diferentes temas do cotidiano, aproximando o público da cultura e reflexão.

documentários no Sesc de Araraquara

Produções desta semana!
E vão rolar dois novos documentários no Sesc de Araraquara, a partir desta terça-feira, 14 de maio. Amanhã, é o documentário Maria Luiza, uma produção nacional, dirigida por Marcelo Díaz, que enche as telonas da unidade.

O filme conta a história da primeira militar reconhecida como transexual na história das Forças Armadas brasileiras, que após 22 anos de trabalho foi aposentada por invalidez. A exibição será a partir das 20h.

Com direção de Guillermo Rocamora, o outro documentário que será exibido é A liberdade é uma palavra grande. O filme Uruguaio e Brasileiro, retrata a trajetória de um palestino de 38 anos, que depois de ter passado 13 anos na prisão americana de Guantánamo, vai ao Uruguai, em busca de uma nova vida. A sessão será domingo (19), às 14h.

documentários no Sesc de Araraquara

“A liberdade é uma palavra grande” também será exibido no Sesc

Exibições passadas
O Festival, que começou no início do mês, exibiu Marceline. Uma Mulher. Um Século , na última terça (7). Dirigido por Cordelia Dvorák, o produto retratou os últimos anos da escritora e cineasta francesa Marceline Loridan-Ivens, que faleceu no ano passado. Marceline era uma sobrevivente do Holocausto e tornou companheira de vida e trabalho do mestre documentarista holandês Joris Ivens, também já falecido.

Já no domingo (12), foi a vez de Carta a Theo chegar ao público. Dirigido por Elodie Lélu, o documentário celebra o cineasta grego Theo Angelopoulos (1935-2012), a partir de sua trágica morte durante os preparativos de seu último projeto sobre a crise econômica e de imigração na Grécia de meados desta década.

LEIA TAMBÉM
+ Coluna Bruno Ribeiro: E agora sobre Cannes!
+ Posto de Araraquara adota cachorro e a notícia viraliza na internet
+ Kelly Key é presença confirmada no Arena Mix Festival em Araraquara!
+ Comunica Araraquara estreia no Spotify com “esquenta” para show no Sesc!

Para saber mais informações sobre o Festival Internacional de Documentários no Sesc de Araraquara, acesse: https://www.facebook.com/sescararaquara/

Coluna Bruno Ribeiro: E agora sobre Cannes!

Comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *