Cultura

Sesc de Araraquara realiza Festival de Jazz

O evento segue com vários artistas para todo o público

Foto: Johan Jacobs Flagey/Paulo Rapoport

O Sesc de Araraquara irá realizar a 2ª edição do Festival de Jazz entre os dias 17 a 19 de outubro.

O evento dá a possibilidade ao público de ter acesso à ampla e diversa produção nacional e estrangeira do gênero.

Aliás, esta diversidade é uma das principais características do festival, que busca reunir músicos de fora dos eixos tradicionais do jazz.

O público poderá ter contato com as distintas vertentes da produção atual do jazz, apresentando um conceito expandido, que abrange estilos como R&B, blues, soul music, além de outros normalmente não associados ao gênero, como flamenco, música eletrônica, hip-hop e até o ritmo de origem judaica klezmer.

Festival de Jazz no Sesc Araraquara!

A programação equilibra nomes de relevância histórica, com representantes de peso da vanguarda do jazz e artistas em ascensão.

Abrindo a programação do Festival de Jazz no Sesc Araraquara, no dia 17, o baterista e compositor Gard Nilssen (Noruega) traz ao Brasil o som experimental do seu último disco com o trio Acoustic Unity, “To Whom Who Buys a Record”.

Na sequência, o trompetista Arturo Sandoval (Estados Unidos e Cuba), que já ganhou dez prêmios Grammy, apresenta seu jazz com suingue cubano.

Já no dia 18, a unidade recebe o baterista Edu Ribeiro, ganhador de dois prêmios Grammy com o Trio Corrente.

Encerrando a programação, no dia 19, sobem ao palco o trompetista israelense Avishai Cohen, com a formação Big Vicious, quarteto que compõe uma mistura de jazz e rock e o nigeriano Orlando Julius, autor de “Super Afro Soul” e considerado criador das bases do afropop, apresenta a parceria com o coletivo musical inglês The Heliocentrics.

Atividades educativas

Além dos shows, Atividades Educativas com caráter de difusão da linguagem do jazz somam à programação do festival.

São encontros, workshops e palestras, que possibilitarão um contato próximo do público com importantes nomes nacionais e estrangeiros do universo jazzístico mundial.

Na programação, a unidade receberá a palestra Como Ouvir Jazz sem Medo, com o crítico musical Carlos Calado (Brasil – SP), no dia 19/10, às 16h.

Confira a programação completa!

Festival de Jazz Sesc de Araraquara

Foto: Peter Gannushkin

Gard Nilssen’s Acoustic Unity (Noruega)
Baterista e compositor Gard Nilssen traz ao Brasil o som experimental do seu último disco com o trio Acoustic Unity, “To Whom Who Buys a Record”.

Nilssen se apresentou ao lado de diversos artistas e bandas, tais como os trios noruegueses Bushman’s Revenge (jazz com rock progressivo) e Puma (jazz experimental).

Com o Acoustic Unity, criado em 2014, ele já gravou “Firehouse” (2015), “Live in Europe” (2017) e “To Whom Who Buys a Record” (2019).

17/10 | qui | 20h | Sesc Araraquara (Ginásio). 12 anos. R$ 50 | ■ R$ 25 | ● R$ 15*

Arturo Sandoval (Estados Unidos e Cuba)

Festival de Jazz Sesc de Araraquara

Foto: Manny Iriarte

O trompetista cubano é um dos responsáveis por adicionar influências latinas ao jazz norte-americano.

Isso se deu em parte pela amizade e mentoria do jazzista norte-americano Dizzy Gillespie (1917-1993), para quem prestou homenagem no álbum “Dear Diz: Everyday I Think of You”, lançado em 2012.

A mistura de jazz, rock e das músicas clássica e tradicional cubana impactou o mundo do entretenimento e conquistou público e crítica, que rendeu ao grupo um Grammy na categoria melhor álbum latino em 1980.

Oito anos depois, ele deixou o Irakere para formar sua própria banda.

17/10 | qui | 20h | Sesc Araraquara (Ginásio). 12 anos. R$ 50 | ■ R$ 25 | ● R$ 15*

Edu Ribeiro Quinteto (Brasil – SC)

Festival de Jazz Sesc de Araraquara

Foto: Paulo Rapoport

O baterista Edu Ribeiro, ganhador de dois prêmios Grammy com o Trio Corrente, apresenta músicas de seu segundo álbum solo, “Na Calada do Dia”.

Edu Ribeiro é autodidata e aprendeu a tocar bateria aos oito anos.

Cursou música popular na Unicamp e fundou nesse período o Trio Água, ao lado do violonista Chico Saraiva e do baixista José Nigro.

Já acompanhou diversos artistas brasileiros, como Dominguinhos, João Bosco e Zélia Duncan, e estrangeiros, como Brad Mehldau e Stacey Kent.

18/10 | sex | 20h | Sesc Araraquara (Ginásio). 12 anos. R$ 50 | ■ R$ 25 | ● R$ 15*

Gary Bartz (Estados Unidos)

festival de jazz sesc araraquara

Foto: Alan Nahigian

O saxofonista Gary Bartz tem um pé no jazz e outro nas estrelas.

Em seu segundo álbum de estúdio, “Another Earth” (1969), o músico norte-americano já declarava o seu interesse pelos fenômenos celestes – e pela atividade extraterrestre – em faixas como “UFO” e “Lost in the Stars”, peças de uma sonoridade espacial, solene, como trilhas sonoras para uma aventura além da atmosfera do nosso planeta.

Bartz afirma ter tido duas experiências de observação de objetos voadores não identificados.

18/10 |sex | 20h | Sesc Araraquara (Ginásio). 12 anos. R$ 50 | ■ R$ 25 | ● R$ 15*

Avishai Cohen Big Vicious (Israel)

festival-de-jazz-sesc-araraquara

Foto: Johan Jacobs Flagey

Avishai Cohen tinha oito anos quando começou a estudar trompete.

Aos dez, já tocava numa big band e saía em turnê com a Orquestra Filarmônica Jovem de Israel, sob a batuta de maestros como Zubin Mehta.

Mais tarde, foi estudar no Berklee College of Music, em Boston, e em Nova York mergulhou na cena jazzística dos clubes da cidade.

Começava uma trajetória que já resultou em nove álbuns, sem falar em parcerias ecléticas, como com seu compatriota Omer Avital (baixista) e a banda de rock norte-americana Red Hot Chili Peppers.

19/10| sáb | 20h | Sesc Araraquara (Ginásio). 12 anos. R$ 50 | ■ R$ 25 |● R$ 15*

Orlando Julius & The Heliocentrics (Nigéria)

festival de jazz sesc araraquara

Foto: Alexis Maryon

O cantor e saxofonista nigeriano Orlando Julius Ekemode iniciou sua relação com a música tocando bateria e estudando flauta na escola.

Aos 14 anos, saiu de casa para tentar a vida numa cidade maior da Nigéria, Ibadan. Em lojas de discos importados, ouvia clássicos como Charlie Parker e John Coltrane, que influenciaram sua formação como saxofonista.

19/10 | sáb | 20h | Sesc Araraquara (Ginásio). 12 anos. R$ 50 | ■ R$ 25 | ● R$ 15*

Palestras
O crítico Carlos Calado conversa com o público interessado em se familiarizar com o jazz, desmistificando a suposta dificuldade para escutar esse gênero musical.

O objetivo dessa atividade é desmistificar a suposta dificuldade que algumas pessoas teriam para apreciar o jazz, partindo do princípio de que esse gênero musical tem essência popular e é acessível a qualquer um.

19/10 | sáb | 16h | Sesc Araraquara (Teatro). Grátis. Retirada de ingresso 1 hora antes.

Lembrando que…
● Credencial Plena
Trabalhador do comércio, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes.

■ Meia entrada
Aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência e acompanhante, ID Jovem, estudante e servidor da escola pública com comprovante.

*Ingresso válido para os dois shows que acontecem nesta data.

As informações são da assessoria de imprensa do Sesc Araraquara.

LEIA TAMBÉM
+ Sesc Araraquara terá Festival da Literatura
+ Lia Clark é a atração principal da Parada em Araraquara!
+ Cantora araraquarense é indicada ao Grammy Latino!
+ Dupla JetLag é confirmada no Sunset Festival Araraquara



Comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *