Novidades

Araraquara terá 1º Centro de Referência do Autismo

Ele é o único do Brasil vinculado ao SUS e aberto ao público!

centro de referência do autismo

Foto: Tetê Viviani

As obras do Centro de Referência do Autismo, localizado ao lado do Centro Especializado em Reabilitação “Dr. Eduardo Lauand”, no Jardim Dom Pedro I, estão concluídas.

A próxima fase é a instalação dos equipamentos e dos móveis.

Nesta quinta-feira (13), o prefeito Edinho vistoriou o local acompanhado e comentou:

“A obra está concluída e estamos na fase de equipar o espaço para que possamos inaugurar. Será o primeiro Centro de Referência em Autismo público, vinculado ao SUS, no Brasil. Entre obra civil e equipamentos, o investimento chega a R$ 300 mil. Será um local totalmente adequado para receber as pessoas com autismo”, afirmou o prefeito Edinho em transmissão ao vivo pelo Facebook.

Para a secretária de Saúde, Eliana Honain, o novo espaço irá proporcionar atendimento adequado a todos que possuem o Transtorno do Espectro Autista.

“Vamos ter tratamento e acolhimento diferenciados às pessoas com autismo. Os móveis já foram adquiridos e estamos chamando os profissionais para, a partir daí, programarmos a data da inauguração”, explicou às pessoas presentes.

Novo Centro de Referência

O Centro de Referência do Autismo é resultado do projeto elaborado pelo grupo de trabalho instituído em abril de 2017, que reúne representantes das secretarias municipais de Saúde, Assistência e Desenvolvimento Social, Educação, e Planejamento e Participação Popular, além da sociedade civil organizada.

O espaço vai assegurar um novo modelo para atendimento integrado e multidisciplinar aos autistas de Araraquara e da microrregião, contando com salas de atendimento multiprofissional nas áreas de psicologia, terapia ocupacional, fonoaudiologia e neurologia, além de consultórios para atendimento individual e em grupo, sala de reunião, recepção e banheiros.

O Centro de Referência do Autismo levará o nome de Aldo Pavão Júnior, que morreu em 2018, aos 57 anos. O homenageado era advogado, trabalhou no Centro de Referência da Mulher, no Centro Afro e no Centro de Referência LGBTQIA+, além de ter auxiliado na elaboração do estatuto da Ampara.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), a estimativa é de que 70 milhões de pessoas convivam com autismo em todo o mundo, sendo 2 milhões somente no Brasil. O transtorno é caracterizado por dificuldades na socialização, na comunicação e no comportamento.

As causas do autismo são desconhecidas e não existe cura, mas, quando diagnosticado precocemente, existem mais chances de melhora do quadro e do desenvolvimento da criança.

As informações são da assessoria de imprensa da Prefeitura de Araraquara.

LEIA TAMBÉM

+ 1º tributo a personalidades LGBTs de Araraquara será realizado!

+ Parque do Botânico agora tem biblioteca que todos podem usar!

+ https://www.comunicaararaquara.com.br/biblioteca-no-parque-do-botanico-em-araraquara-geloteca/



Comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *