Colunistas

Coluna Rebeca Buendía: Leituras íntimas do cotidiano

Agora, Rebeca Buendía irá sempre escrever sobre maternidade e filhos para o Comunica Araraquara

Conheça a nova colunista do Comunica Araraquara, Rebeca Buendía Fotos: Divulgação

Sete horas da manhã e a cria de cinco anos já acordou, quem tem filhos e quer ter um tempo sozinho pra trabalhar, tomar café, meditar – ainda mais nessa quarentena- sabe que precisa acordar pelo menos umas duas horas antes dos filhos. Somos uma pequena família de três (à espera de mais um), além de nossa gata Gigi e nosso cachorro Scalt.

Está sendo um desafio para as famílias distrair as crianças durante o período de isolamento social, por aqui não é diferente. Tanto ou mais do que nós, elas estão sofrendo com a falta de contato, saudades da escola ( e que não são supridas com ead), saudades dos amiguinhos e avós, vontade de ir no parquinho, de dar uma voltinha. Nesse contexto gostaria de compartilhar com vocês redes de informação que estão sendo muito úteis para o nosso convívio.

A nossa ansiedade reflete nas crianças, não tem jeito, eles são como esponjas que vão absorvendo de nós as coisas boas e também aquelas que não gostaríamos que absorvessem, a falta de paciência é uma delas. Muitas vezes me vi gritando, explodindo e pensando “nem assim a criatura obedece”, quem também já chegou nessa situação de desespero sabe do que estou falando. Felizmente, meu companheiro me apresentou os vídeos do canal Lar Montessori, do professor e pesquisador Gabriel Salomão. Dentro do canal, a série “Montessori: Viver em Paz com Crianças” vem sendo de especial ajuda. São alguns vídeos que nos dão ferramentas para entender as crianças e a nós mesmos, pensando nelas como seres que devem e merecem ser respeitados. O pesquisador nos ajuda a entender como nosso próprio comportamento influencia as crianças e como podemos melhorar. Mais do que apenas assistir é importante estar aberto para colocar em prática, abandonando muitas vezes as experiências ruins que tivemos em nossa própria infância.

24 horas por dia com os filhos, não vamos escapar de brincar juntos. Para muitos de nós existe uma dificuldade grande em conseguir brincar, nosso corpo e mente acabaram esquecendo esse lado lúdico. Quando conheci o blog Tempo Junto estava em busca de atividades para distrair o filho, e acabei encontrando também material que me ajudou a lidar com obstáculos que às vezes surgem de colocar meu corpo e minha presença ali no brincar. Como o próprio nome do blog diz, a proposta é dar tempo junto com as crianças o famoso tempo de qualidade. As criadoras de conteúdo disponibilizam brincadeiras para todas as idades, com bastante criatividade. A primeira que fizemos foi a de colocar tiras de papel crepom grudadas de uma a outra parede do corredor, criando um desafio de equilíbrio concentração, em que ele tinha que atravessá-las sem rasgar ou tocar nelas. Deu pra gastar bastante energia !

E como já observamos na prática que confinamento é difícil pra todos, em vários momentos vamos ligar a TV, o celular ou computador pra entreter as crias – não se culpe por isso. Aqui nós não deixamos o filho sozinho com a tela, tem sempre uma supervisão e escolhemos o que pode ver, principalmente quando se trata de Youtube. Um canal que já somos fãs antes mesmo da quarentena é o Canal Animal TV-0, do biólogo Guilherme Domenichelli. Voltado principalmente para o publico infanto-juvenil, os vídeos não são sensacionalistas e também não subestimam a capacidade das crianças. Durante a quarentena ele têm feito diversas lives com assuntos fascinantes para os pequenos, como dinossauros, animais pré-históricos e grandes felinos.

Encarar esse momento de pandemia e crise política não está sendo fácil pra ninguém, mas você deve se lembrar que está sendo a melhor mãe que pode ser. Podemos aproveitar esse momento em casa para buscar através de plataformas na internet informações que nos ajudem a melhorar nosso convívio familiar e a relação com os filhos.

rebeca colunista

Foto: Divulgação

 

Rebeca Chibeni é mãe de dois, empreendedora na Livraria Virginia, idealizadora do clube de leitoras Nossas Vozes, professora e estudante. Mora em uma casa cheia de árvores com a família, uma gata e um cachorro. Gosta muito de ler e do olhar maravilhado que as crianças tem pelas coisas mais simples do mundo.

 

 

 

 

 

 

 

Comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *