Cultura

Como famosos atores de Hollywood estão “morando em Araraquara” há um ano!

Dublador de grandes personagens, Leonardo Camilo, trocou São Paulo por Araraquara durante a pandemia e aqui tem dado voz a famosos atores de Hollywood

dublador araraquara

Leonardo Camilo é o dublador dos atores Richard Gere, Bruce Willis e Pierce Brosnan

Você sabia que Bruce Willis, Nicolas Cage, Jeff Goldblum, Richard Gere e Pierce Brosnan, entre outros grandes atores de Hollywood têm “morado em Araraquara” desde o começo da pandemia? Calma que a gente explica essa história!

É que, por conta da pandemia do novo Coronavírus, o dublador Leonardo Camilo trocou a cidade de São Paulo por Araraquara e tem trabalhado por aqui, em sua nova empresa, a Ave Fênix Proarte.

Foto: Divulgação

Com estúdio em casa e na companhia de sua esposa que é professora de dança, Leonardo fomenta tudo relacionado à arte, incluindo técnicas de atuação e dublagem, sua paixão há 40 anos.

Além de ser a voz oficial dos atores citados acima, Leonardo também dublou o Barney, de Barney e Seus Amigos, o Mestre Shifu de Kung Fu Panda, e Ikki de Fênix do Cavaleiros do Zodíaco, personagem que foi um divisor de águas em sua vida.

Foto: Divulgação

Entre tantos anos de carreira, o ator já dublou em 6 mil filmes e coleciona papéis de sucesso.

Nesta entrevista, ele conta mais sobre a carreira, sobre sua nova empresa e dá dicas para quem também quer seguir os seus caminhos. Confira!

Leonardo, há quanto tempo você é dublador?

Eu comecei no teatro em 1975 e logo em seguida eu mudei para São Paulo. Eu morava em Recife, depois fui para o Rio de Janeiro e em seguida para São Paulo e já em 1978, eu conheci a dublagem. Eu comecei a minha carreira de dublador paralelamente aos meus trabalhos no teatro, na televisão e no cinema porque é bom explicar que não existe a profissão dublador e sim, o ator que dubla. É uma área da atuação bem específica que realmente me chamou a atenção porque trabalha diretamente com a voz e ajuda muito o artista de um modo geral. É um trabalho que te dá constância, já que são muitos estúdios e hoje o mercado está enorme com todos os canais de streaming, as TVs abertas, o cinema… então há muita variedade de trabalhos e assim, virou a minha atuação principal, apesar de continuar fazendo teatro e eventualmente, TV também.

Foto: Divulgação

Quais os personagens e os filmes que você já fez? Você sabe quantos personagens já dublou até hoje?

Eu tive muitos personagens que marcaram a minha carreira nesse mais de 40 anos. Sou a voz do Ikki de Fênix do Cavaleiros do Zodíaco que foi um divisor de águas, no sentido de tirar o dublador do estúdio e levar para os eventos, para as palestras, para as redes sociais. Outro trabalho que marcou a minha carreira foi Jesus de Nazaré, que foi incrível ter sido escolhido para interpretar Jesus num filme clássico, maravilhoso. Sou a voz de muitos atores que há muitos anos acompanham a minha carreira como Bruce Willis, Nicolas Cage, Jeff Goldblum, Richard Gere, Pierce Brosnan, só para falar alguns. Esses atores eu já venho dublando há 20, 30 anos. No caso Pierce Brosnan, por exemplo, eu o dublei em Percy Jackson, nos quatro filmes de 007; já o Richard Gere eu dublei em Para Sempre ao Seu Lado, Outono em Nova York, o Bruce Willis tem muitos trabalhos interessantes também como Red; o Nicolas Cage eu o dublo em O Senhor das Armas, Cidade os Anjos, Aprendiz de Feiticeiro e muitos mais. São mais de 40 filmes para cada um deles e já dublei mais de 6 mil filmes no total. Outro destaque na minha carreira foi o personagem Barney, de Barney e os Seus Amigos; o Mestre ShiFu de Kung Fu Panda e o Jack Arnold, que é o pai da família em Anos Incríveis. Realmente fazer dublagem é um exercício todos os dias, onde todos os dias você está interpretando um personagem novo, e você está sempre em movimento e sempre aprendendo.

E você atualmente está morando em Araraquara, certo?

Eu não sou de Araraquara e estou aqui porque a minha esposa mora aqui há muitos anos e a minha rotina era trabalhar em São Paulo e voltar aos finais de semana para cá. Com a pandemia, decidimos ficar aqui direto e montei o meu estúdio de dublagem a distância. Durante este período, nós tiramos da gaveta um projeto de criar a nossa empresa de produções artísticas, que é a Ave Fênix Proarte, já pensando em profissionalizar mais o nosso trabalho. Atualmente, eu dou aulas online de dublagem e a nossa empresa é de fomento à cultura de modo geral. Montamos espetáculos, eventos e cursos. Começamos há um ano, com a pandemia, e fizemos tudo do zero, desde a criação da logomarca, o registro… a empresa propriamente dita e todos os projetos. A Ave Fênix é isso: tudo o que se relaciona à arte, sejam as artes visuais, na arte cênica, fotografia, desenho animado, teatro… tudo a gente agrega ao nosso trabalho como produtora.

Foto: Divulgação

Qual o maior segredo para ser um bom dublador?

Bom, a arte da dublagem é muito sutil e muito específica, não são todos os atores que conseguem atuar bem na dublagem porque ela alia interpretação à muita técnica. Você junta tudo isso e tem um filme. Então, o importante para ser um bom dublador é ter a sensibilidade de retransmitir um filme, um documentário ou desenho animado; você tem que assimilar o que você assiste e rapidamente entregar a interpretação. Então, aí você pode dizer que com essa junção você tem um trabalho bem feito e bem acabado. Agora, não adianta você ter a técnica e não ter a interpretação, sem contar que a interpretação para o microfone é diferente de tudo. É tudo muito rápido porque você não tem tempo de ficar estudando o filme, assistindo… conforme você vai assistindo as cenas, você já vai dublando e vai devolvendo essa parte interpretativa. É assim que você se torna um grande dublador.

Para conhecer o trabalho da Ave Fênix, acesse: https://www.facebook.com/avefenixproducoesartisticas/

Comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *