Novidades

Em busca de empoderamento e liberdade, mulheres de Araraquara raspam o cabelo!

Conversamos com duas moradoras da cidade para saber a experiência de terem os cabelos raspados

mulheres cabelo raspado araraquara

Foto: arquivo pessoal

Olhares nas ruas, comentários maldosos e muito preconceito: isso é o que acontece, muitas vezes, com o simples fato de a mulher raspar o cabelo por escolha própria.

Mas por mais liberdade e empoderamento, duas mulheres de Araraquara encararam de frente o espelho e deram adeus aos fios – e um grande olá para as novas mulheres que se tornaram.

Apesar das críticas que já receberam, elas garantem estarem mais felizes e passam mensagens de coragem para outras mulheres.

“Essa liberdade é indescritível”, garante uma delas.

Confira os depoimentos!

Fotos: arquivo pessoal


Daiane Macedo dos Santos
“Eu raspei o cabelo no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher. Fiz isso por uma certa insatisfação com o meu cabelo, seguida de uma vontade de me experimentar de um jeito diferente. E eu não pensei muito: tudo aconteceu dentro de 24 horas. Antes de raspar, eu gravei alguns vídeos de vários ângulos do meu rosto com o cabelo bem preso, então me preparei psicologicamente para isso e quando me vi ,achei sensacional, apaixonante. Por incrível que pareça tive muito mais olhares positivos do que negativos, muitos elogios. Apenas um comentário ou outro perguntando o que meu companheiro havia achado sobre essa minha decisão, e ficam surpreso quando descobrem que foi meu próprio companheiro que raspou. E há muito olhares de curiosidades pelas ruas. Depois que eu raspei o cabelo, a sensação é de que assumi o meu lugar no mundo. Para outras mulheres, o que eu posso dizer é que primeiro só conseguirá vencer os julgamentos alheios quando você vencer os próprios julgamentos internos. Segundo que você pode e deve, se assim quiser, ter a liberdade de se experimentar das mais variadas formas que desejar isso diz respeito somente a você. Terceiro que você é maravilhosa, mulher! E por último tão importante quanto, antes de tomar qualquer decisão não esqueça de se auto consultar, sempre!”

mulheres cabelo raspado

Foto: arquivo pessoal


Suélen Arruda
“Eu raspei o meu cabelo em 2018 e existem muitos porquês para eu ter feito, e a soma deles foi a decisão de me desconstruir. Uma mudança de dentro para fora, uma libertação de tudo o que a sociedade impõem às mulheres. Quando eu me olhei no espelho, eu senti liberdade! Porém, já notei inúmeras situações de preconceito e olhares atravessados. Uma delas foi em um mercado, quando uma senhora se aproximou e perguntou se eu estava doente. Mas acredito que raspar o cabelo é uma forma de empoderamento, principalmente em mundo onde o padrão é ser loira, de cabelo comprido, magra e rica. É essencial levantar e se fazer ser ouvida, vista e respeitada. Para as outras mulheres, o recado que eu dou é: se ame e se respeite. Se você não fizer isso, ninguém, acredite. Não é fácil, é um exercício diário, mas essa liberdade é indescritível e está à sua espera”

LEIA TAMBÉM

+ Jovem desafia o preconceito como motogirl e luta por sobrevivência em Araraquara!

+ Influenciadoras plus size de Araraquara espalham autoestima no Instagram e na vida real!

+ Psicóloga deixa Araraquara e faz viagem de moto por 3 meses rumo à Argentina!

Comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *