Cultura

Há 35 anos vendendo churros na Praça do Daae, Seu Roberto luta para sobreviver na pandemia

Com opções de churros de doce de leite e chocolate, além de pipoca, Seu Roberto tenta manter a renda em meio à pandemia

Foto: Comunica Araraquara

A ideia da nossa equipe era parar para tirar algumas fotos da Praça do DAAE. Mas aí, a pauta mudou e o dia ficou melhor: conhecemos o Seu Roberto Alves Moraes, um vendedor de churros muito simpático que trabalha em frente à Praça do Daae há mais 35 anos.

E mesmo depois de tantas décadas e tantas histórias, Seu Roberto conta que nunca imaginou que veria as ruas da Morada do Sol tão vazias e o portão da Praça do DAAE trancado por tanto tempo.

“Olha, é triste, sabe… bem triste”, disse.

É… coisas da pandemia, que trouxe uma nova rotina também à família do Seu Roberto, já acostumada a vender churros e pipoca na porta do local há muito tempo. E não estou falando de pouco tempo não: há mais de meio século, seu pai já estacionava os carrinhos bem ali, ao lado de sua mãe e dos seus irmãos.

Novos tempos

Mas agora com o vírus, veio também o medo. Seu Roberto nos contou que até recebeu o auxílio emergencial disponibilizado pelo governo Federal, mas agora que a reserva acabou, está preocupado com os próximos dias.

“É difícil porque o movimento não é o mesmo de antes, né? Tem dia que as pessoas vêm, mas tem dia que não tem ninguém… e eu fico aqui, sozinho”.

“Os dias estão mais longos?”, pergunto. E ele me responde: “sim… estão. É duro porque essa é a minha única renda”.

Seu Roberto está na mesma situação de outros milhares de brasileiros que, devido ao novo Coronavírus e à falta de de dinheiro, se vê sem perspectiva para os próximos dias. Mas, enquanto não podemos ajudar todos os brasileiros, por que não ajudar o nosso amigo araraquarense?

Quem quiser comprar os churros ou a pipoca, é só passar em frente à Praça, a partir das 14h. Além do produto (que é muito gostoso, eu provei!) você vai sair com um bom papo – e um novo amigo.

LEIA TAMBÉM

+ Araraquarense já fabricou e doou mais de 2 mil máscaras de proteção!

+ Família e pets em crachás: hospital de Araraquara quebra distância criada por máscaras

+ Araraquara tem Uber só para mulheres!



Comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *