Cultura

Jovem desafia o preconceito como motogirl e luta por sobrevivência em Araraquara!

Desempregada, Luana Lima transformou a paixão por motos em trabalho e sobrevivência

motogirl em Araraquara

Fotos: Comunica Araraquara

Com a perda do emprego e o início da pandemia, Luana Lima teve que agir rápido para conseguir pagar o aluguel e suas outras contas. Foi aí que ela fez o que muitos outros trabalhadores também fizeram neste período: começou a trabalhar como entregadora.

Para ela, a profissão acabou sendo a realização de um sonho, já que sempre foi completamente apaixonada por motos. “Andar de moto para mim é ter liberdade”, afirma.

Mas a jovem também encara uma rotina de muitas horas de trabalho e pouco dinheiro. De segunda a segunda, Luana começa a trabalhar às 11h e só para às 22h e mesmo assim, afirma que as condições estão difíceis.

“Com a pandemia, muita gente começou a trabalhar como motoqueiro então a concorrência é grande. Não dá para ter lucro, mas está dando para me sustentar”.

Entre as dificuldades do dia a dia, não estão somente o sol, a chuva e o cansaço; ela ainda tem que enfrentar o preconceito com a sua nova profissão.

“Não importa o que você faz, se é de moto, de carro, se é um serviço em uma construção civil, em qualquer lugar. Não existe profissão de homem e profissão de mulher. O homem e a mulher fazem aquilo que quiserem. Eu sou feliz andando de moto e sou feliz por ter o meu emprego e eu faço o que eu quiser, né?”.

Sobre o medo de contrair o vírus da Covid-19, Luana garante que tem receio sim, até porque nem todos os clientes tomam os devidos cuidados. Mas como precisa se sustentar, garante estar atenta às recomendações da OMS e segue em frente.

“Eu moro sozinha, pago aluguel, tenho várias contas e preciso trabalhar. Eu tenho essas responsabilidade desde os meus 14 anos e sempre coloco o trabalho como prioridade. Eu tomo todos os cuidados, mas não deixo de trabalhar. Eu sei das minhas necessidades e sei onde eu quero chegar, então é prazeroso acordar todos os dias e fazer algo que eu gosto”.

Quem quiser contratar o trabalho de Luana, basta entrar em contato pelo Instagram https://www.instagram.com/luanalima016/?hl=pt-br

LEIA TAMBÉM

+ Araraquara tem Uber só para mulheres!

+ Psicóloga deixa Araraquara e faz viagem de moto por 3 meses rumo à Argentina!

+ Alunas de Araraquara constroem o próprio rolimã e ficam em 1º lugar em competição!

Comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *