Cultura

Jovem deixa trabalho na roça para estudar Odontologia na Unesp de Araraquara

Apesar da rotina exaustiva e as dificuldades no estudo, Luís Genaro conseguiu realizar o sonho de ser dentista

estudante odontologia unesp de Araraquara

Foto: Arquivo Pessoal

Antes de passar no vestibular de Odontologia na Unesp de Araraquara, Luis Genaro trabalhava com os pais em uma plantação de laranja, na área rural de Borborema.

A paixão pela odontologia veio ao acompanhar o tratamento dentário de sua mãe, que teve sua autoestima transformada com o novo sorriso.

“Eu comecei a pesquisar sobre odontologia e me identifiquei com a profissão. Acho que devolver o sorriso de uma pessoa é a melhor sensação que existe. Além disso, muitas vezes, é devolvida a autoestima, o que não tem preço”.

Mas chegar na lista de aprovados da Unesp de Araraquara não foi um caminho fácil a ser percorrido.

“O meu maior sonho quando adolescente era ingressar na faculdade, mas pra ser bem sincero eu achava que era um sonho muito distante e talvez não poderia ser alcançado. No entanto, eu sempre fui curioso e perguntava para minhas professoras como era cursar a faculdade, assim elas foram me apoiando e incentivando nos vestibulares.”

estudante odontologia unesp de Araraquara

Foto: Arquivo Pessoal

Cansaço e rotina exaustiva

Durante os ensinos Fundamental e Médio, a rotina de Luis não era nada tranquila.

Ele trabalhava na colheita de laranja, antes de ir para escola, e vendia doces que fazia com sua mãe aos finais de semana para ajudar na renda da família.

Além do pouco tempo livre, a falta de um computador em casa e de Internet dificultavam os estudos.

“Na época da escola, eu tinha certa dificuldade pra estudar, pois eu não tinha computador e os estudos eram pelos livros, mas mesmo assim, sempre fui empenhado em estudar e tirava notas boas. Cheguei até a ganhar menção honrosa por ser o melhor aluno da sala, e isso foi me incentivando a estudar ainda mais”.

Se já estava corrido, no terceiro ano do Ensino Médio tudo ficou ainda mais difícil.

“A minha rotina escolar mudou muito nessa época, pois comecei a estudar no período da manhã. Depois, fazia estágio no Fórum de Justiça de Borborema e a noite fazia curso técnico de contabilidade. Eu sempre acordava às 5h20 para meu pai me levar na escola antes dele começar a trabalhar no sítio e retornava pra casa às 23h de perua escolar. Era muito exaustivo! Eu levava marmita para almoçar e normalmente as merendeiras da escola guardavam comida pra eu jantar. Sou eternamente grato pela família Dom Gastão. Eu me lembro como se fosse hoje que eu ficava rezando para a perua escolar não encalhar quando chovia”.

estudante odontologia unesp de Araraquara

Foto: Arquivo Pessoal

Enfim, o sonho realizado

Em 2016, Luis deu mais um passo para realização de seu sonho ao ser aprovado na faculdade de Odontologia da Unesp de Araraquara.

Primeiro da sua família a ingressar na Universidade, o estudante continuou batalhando para vencer mais um desafio: o de se manter na faculdade.

“Conseguir se manter em outra cidade, numa faculdade, é muito difícil. Por isso, comecei a vender doces como trufas, pães de mel, doces caseiros e bala baiana, como os doces que eu já vendia no Ensino Médio. Além disso, tive ajuda com auxílio permanência estudantil que a UNESP oferece, bolsa de iniciação científica no qual consiste em realizar uma pesquisa sob orientação de um professor universitário e a ajuda de alguns professores/funcionários da faculdade, pois os instrumentos do curso de odontologia possuem um valor muito alto.”

estudante odontologia unesp de Araraquara

Foto: Arquivo Pessoal

Prêmios

Em 2018 e em 2019, Luis foi eleito o Melhor Estudante do Bem no concurso realizado pela Turma do Bem, que envolve estudantes de todo o país.

Com temáticas sociais, o concurso, que foi criado em 2012, tem o intuito de conscientizar os novos profissionais sobre a violência social sofrida por aqueles que não têm condições a um tratamento odontológico adequado.

“Em 2018, eu realizei um painel descrevendo o caso de um adolescente da cidade de Matão que a dentista e grande amiga, Giovana F. Leite, me concedeu. Nessa ocasião o que mais me emocionou foi o relato do adolescente que gostaria de um sorriso mais bonito para conseguir trabalhar e ajudar sua mãe e seus irmãos. Já no ano de 2019, o trabalho se baseou em denunciar a desigualdade social e a realidade da saúde bucal das pessoas por meio de fotografia ou vídeo. Então, eu estava em casa conversando com minha mãe sobre o concurso, dizendo que não saberia como fazer o trabalho, foi aí que olhei pra ela e pensei em tirar uma foto, e escrever um texto contanto a história dela para participar do concurso.”

O aluno também ficou em 1º lugar no congresso organizado pelo Grupo Brasileiro de Professores de Dentística (GBPD), no Rio de Janeiro.

De volta

Durante a quarentena, Luis está de volta a Borborema e tem ajudado aos pais na venda dos doces e na colheita, além de realizar as aulas online disponibilizadas pela Unesp.

Para o futuro, Luis deseja ser professor universitário e encorajar outros estudantes a continuarem seguindo seus sonhos.

“Nunca perca a fé, a fé em você mesmo. Em muitos momentos da minha vida eu achei que não conseguiria fazer determinadas coisas, mas se temos perseverança e resiliência, podemos conquistar nossos objetivos. É como como aquele velho ditado ‘o não já temos, agora vamos correr atrás do sim’.”

LEIA TAMBÉM

+ Filha de empregada doméstica e frentista, araraquarense conquista o sonho de estudar na França

+ Estudante de Araraquara faz a própria impressora 3D e ajuda no combate ao coronavírus

+ Alunas de Araraquara constroem o próprio rolimã e ficam em 1º lugar em competição!



Comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *