CulturaNegócios

Moda sustentável em Araraquara: conheça mulheres que fazem a diferença na cidade

Veja iniciativas que propõem o cuidado com o meio ambiente

moda sustentavel em araraquara jangaia

Foto: Comunica Araraquara

Você sabe como atua a moda sustentável em Araraquara?

Para entender melhor como funciona esse tipo de empreendimento, vamos te fazer outra pergunta: você sabe o que é moda sustentável?

Talvez muita gente ainda não saiba, mas a indústria da moda é uma das indústrias que mais polui no mundo, ocupando o segundo lugar no ranking dos maiores poluentes.

Para se ter uma ideia, o poliéster – que é a fibra mais usada para a produção de roupas – gasta 70 barris de petróleo e demora 200 anos para se decompor no meio ambiente, segundo dados da BBC.

Outro exemplo: a viscose, que é um tecido feito da celulose, provoca a derrubada de 70 milhões de árvores todos os anos.

E uma camiseta de algodão? Parece inofensiva, não é mesmo? Muito pelo contrário! Para produzi-la são necessários 2.700 litros de água.

Conscientização

Mas como podemos não agredir tanto ao meio ambiente e, ainda assim, continuar consumindo moda. Afinal, o setor é um dos que mais emprega no Brasil.

O resultado dessa conta é a moda sustentável, ou seja, novas formas de produzir e consumir roupas e calçados, de forma mais sustentável.

Além dos brechós de Araraquara, que auxiliam na valorização das pessoas e no consumo consciente, há outras belas atitudes aqui na cidade que estão fazendo a diferença.

A nossa equipe conversou com três empresas que produzem a moda sustentável em Araraquara. Confira:

moda sustentavel em araraquara jangaia

Foto: Comunica Araraquara

JanGaia

Quem está por trás da JanGaia é Beatriz do Vale, moradora de Araraquara há cinco anos. Ela, que já estava estruturando a marca desde 2017, sempre teve o desejo de trabalhar com costura, que é algo pelo qual é apaixonada”! Eu que faço tudo: desenho as peças, corto, costuro e agora também faço tingimento natural”, diz. Hoje ela faz saias, kimonos, vestidos, kaftans, croppeds,calças, coletes, faixas de cabelo e turbantes. E por que a JanGaia é sustentável? Olha só a resposta da Beatriz: “As peças da JanGaia são confeccionadas tanto com retalhos de tecidos descartados com mínimos defeitos como com aqueles de coleções antigas que já não serão mais comercializados. As peças de brechó também são revitalizadas, faço tingimento natural nas peças, além de outras modificações. O tingimento natural que eu faço através de elementos da natureza, como ervas e plantas, é sustentável porque não produz resíduo tóxico e aproveito resíduos da cozinha também para tingir as peças; por exemplo, cascas de cebola, que geralmente vão para o lixo, eu utilizo no processo para tingir as roupas. O mesmo faço com a erva-mate: depois de tomar um chá, consigo aproveitar a erva para extrair uma cor para tingir meu tecido. Somos uma marca Slow Fashion que leva em consideração todo o processo, desde a escolha do tecido, o design, a mão de obra, a coloração de algumas peças e o descarte. Criamos peças atemporais para as pessoas usarem em qualquer época do ano”.
Para conhecer, acesse: https://www.facebook.com/jangaia.atelie/

roupas sustentáveis araraquara

Foto: Maiara di Franco

Crescendo de Bem

Andressa de Lima é a proprietária da Crescendo de Bem, empresa que nasceu há mais de um ano aqui na Morada do Sol. Também preocupada com o meio ambiente, Andressa utiliza em suas produções o tecido de descarte, ou seja, retalhos que iriam para o lixo. “O Brasil produz 170 mil toneladas de lixo têxtil ao ano. Nossos retalhos são utilizados para fazer bolsos, golas e outros detalhes, ou, fazemos laços para nossas clientes. Retalhos como pequenas tiras são aproveitadas para amarrar sacolas e embrulhos de presente. Tento aproveitar tudo ao máximo”. Dessa forma, a Crescendo de Bem é focada em produzir peças infantis que geram menos lixo e que duram por mais tempo. “Além de aproveitarmos os tecidos de descarte ao máximo, a nova coleção foi pensada em como aproveitar melhor a roupa. Como mãe, sei o quão rápido eles perdem, pensando nisso, nossas peças poderão ser usadas de várias maneiras: comprando 1 já terá 2 ou 3 looks diferentes. Uma peça dupla face, um vestido que troca a gola, tudo isso é ser sustentável”.
Para conhecer, acesse: https://www.facebook.com/crescendodebemoficial/

A-UFO

Você já ouviu falar em calçados veganos? Pois essa é a proposta da A-UFO. Eliza Patrício Pedroso, natural de São Sebastião do Paraíso, Minas Gerais, adotou a cidade de Araraquara para chamar de sua há cinco anos. Hoje, ela é a proprietária da loja virtual a-UFO, onde vende roupas unissex, acessórios e calçados artesanais e veganos. Além de não trabalharem com nenhum couro animal, eles são artesanais e ecológicos. “São feitos com tecidos, materiais sintéticos, algodão reciclado, borrachas reaproveitadas, dentre outros materiais reutilizados, que são transformados em lindos novos calçados”. Inaugurada em 2018, a loja é virtual e também voltará a estar presente em feiras de artesanatos da cidade e região. “Mais do que peças, a-UFO quer proporcionar arte, conceito, atitude e expressão nas peças feitas e escolhidas com muito amor e cuidado. Diversidade e autenticidade são as diretrizes que guiam nosso caminho.”
Para conhecer, acesse: https://www.facebook.com/aufooficial/

E você, sabe de mais alguma marca sustentável em Araraquara? Deixe nos comentários!

LEIA TAMBÉM

+ Artesã de Araraquara cria loja online para ajudar empreendedores da cidade

+ 5 empreendimentos vegetarianos e veganos para você conhecer em Araraquara!

+ Brechós em Araraquara: 9 opções de moda sustentável para você conhecer!

+ Moradora de Araraquara cria absorventes ecológicos



Comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *