Novidades

Obras para o Centro Cultural de Matriz Africana vão começar em Araraquara!

As obras, que serão no IV Distrito Industrial, já foram autorizadas para começarem!

Foto: Reprodução/UOL

A Prefeitura autorizou o início das obras de construção do Centro Cultural de Matriz Africana, atendendo prioridade eleita pela população no Orçamento Participativo, por meio da plenária temática de Igualdade Racial.

O centro cultural será na Rua Tanios Zbeide, s/n, no IV Distrito Industrial. A obra será executada pela empresa NBA Instalações Elétricas, em investimento de R$ 399 mil em recursos do Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento, contrato assinado entre a Prefeitura e a Caixa).

A ordem de serviço para as obras foi assinada pelo prefeito Edinho no sábado (25), em ato simbólico e sem presença de público (em razão da pandemia da Covid-19) no Centro de Referência Afro “Mestre Jorge”, no Centro. No sábado foi celebrado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha e o Dia Nacional de Tereza de Benguela, marcos da luta e da resistência da mulher negra contra a opressão de gênero, o racismo e a exploração de classe.

Foto: Unsplash

Serão construídos no centro cultural um quiosque com cozinha, sanitários masculino e feminino para pessoas com deficiência, salas com vestiários masculino e feminino, salão para atividades e varanda com espaço para convivência. O local será utilizado para reuniões, exposições e atividades artísticas.

Em transmissão pelas redes sociais, o prefeito Edinho lembrou que as plenárias temáticas do Orçamento Participativo (Igualdade Racial, Idosos, Juventude, LGBTQIA+, Pessoas com Deficiência e Mulheres) dão voz às chamadas ‘minorias políticas’ que teriam dificuldade de aprovação de propostas nas plenárias regionais.

“Os setores das ‘minorias políticas’, que historicamente nunca tiveram voz, têm que expressar sua vontade e dizer o que é importante para eles. E estamos dando ordem de serviço de uma obra muito importante para a comunidade afro-brasileira de Araraquara e para a valorização dessa cultura”, destacou Edinho.

Foto: Unsplash

Em nome da população, a presidente do Comcedir (Conselho Municipal de Combate à Discriminação e ao Racismo), Rita de Cássia Ferreira, também enalteceu a construção do centro cultural.

“É uma luta de muito tempo da nossa comunidade para que a gente pudesse ter esse espaço para se expressar e mostrar todas as vertentes da nossa cultura. É um ato simbólico, mas um ato maravilhoso para a construção das políticas públicas para a comunidade negra de Araraquara”, afirmou Rita.

Também estiveram na assinatura da ordem de serviço o vereador Toninho do Mel (PT), as secretárias Amanda Vizoná (Planejamento e Participação Popular), Sálua Kairuz Poleto (Desenvolvimento Urbano) e Anna Padilha (Obras e Serviços Públicos), o coordenador de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiz Fernando Costa de Andrade, e o engenheiro Nilton José Massan, representando a empresa NBA.

As informações são da assessoria de imprensa da Prefeitura de Araraquara.



Comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *