Cultura

Por que é importante falar sobre depressão e suicídio?

Psicóloga explica a necessidade de acompanhamento psicológico para lidar com o problema

Em 2015, o Brasil acolheu o Setembro Amarelo, movimento destinado a dar visibilidade na prevenção ao suicídio e a depressão. Desde então, o mês concentra cada vez mais eventos, ações e atividades focadas em levar informação sobre a importância em se discutir o assunto.

Segundo a psicóloga Naiara Mariotto, uma das primeiras medidas a serem tomadas quando um familiar apresenta depressão é acolher esse indivíduo e validar o seu sentimento. Outra recomendação é não tratar o problema como algo ocasional e evitar sugerir soluções passageiras para uma doença profunda e muitas vezes complexa.

“Também é importante buscar um profissional qualificado que faça a avaliação adequada dessa queixa e caso necessário, haverá o encaminhamento para um psiquiatra e consequente uso de medicação” explica.

O apoio incondicional da família e amigos é outro ponto crucial no início ou durante o acompanhamento psicológico. Naiara conta que escutar as reclamações dessa pessoa e conversar o máximo possível sobre os sentimentos acerca do assunto, são formas de evitar que conflitos internos se compliquem ainda mais.

“Quando acompanhado de um profissional adequado, o paciente terá ajuda na busca de soluções que melhorem o seu humor e tragam mais prazer a vida e questões do dia a dia”, diz Naiara.

A importância do CVV
O Centro de Valorização da Vida (CVV), é uma ONG voluntária focada na prevenção do suicídio que trabalha de forma sigilosa e fornece apoio emocional aqueles que enfrentam problemas psicológicos como a depressão.

“Embora a consulta psicológica seja primordial, o CVV é um serviço de acolhimento primário as pessoas que não se sentem à vontade em conversar com alguém mais diretamente. A ONG pode ser vista principalmente, como um intermédio que leve ao acompanhamento profissional”, explica a psicóloga.

Com voluntários disponíveis 24h por dia, os interessados podem entrar em contato com o CVV através do site www.cvv.org.br ou do telefone 188. A ligação é gratuita.

As informações do texto são da assessoria de imprensa.

Comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *