Cotidiano

Semana Luís Antonio começa neste sábado (5) com novidades em Araraquara!

A 32ª edição tem início às 20 horas e traz as fotonovelas como novidade!

casa da cultura de araraquara

Foto: G1

Neste sábado, 05 de setembro, tem início a programação da 32ª Semana Luís Antonio Martinez Corrêa, realizada pela Prefeitura de Araraquara, por meio da Secretaria Municipal da Cultura e Fundart. Em formato digital, a programação será apresentada no período de 05 a 12 de setembro no canal da Prefeitura de Araraquara no Youtube (www.youtube.com/prefeituradeararaquaraoficial) ou pelos links disponibilizados nas suas redes sociais.

“O palco em casa: tempo e afeto” é o mote que comanda o evento, sob a curadoria de Flávia Marquetti. A programação digital vem composta por lives com Cafés de Investigação (bate-papos e debates), apresentações cênicas, leituras dramáticas, Cenas Curtas, podcasts, fotonovelas e vídeos.

O sábado, primeiro dia da programação, traz uma fala da secretária municipal de Cultura, Teresa Telarolli, e também da curadora Flávia Marquetti na abertura da programação, às 20 horas. Na sequência será apresentada a leitura da carta “Saúde!”, por Ricardo Portari, seguida pela leitura dramática “Araraquara: sujeito e memória”, com os atores Rodolfo Groppo e Irail Rezende.

A leitura dramática “Araraquara: sujeito e memória” tem direção de Rodolfo Groppo que também integra o elenco junto com Irail Rezende. Buscando homenagear grandes artistas do teatro brasileiro, os atores lembram que “Amor por Anexins” foi a estreia de Arthur Azevedo como dramaturgo no teatro brasileiro. A peça, escrita em 1872, teve seu enredo encenado mais de mil vezes no decorrer do século XX e, mais de cem anos depois da sua estreia, o texto foi dirigido pelo artista araraquarense Luís Antônio Martinez Corrêa, em 1986, tendo no elenco a atriz Maria Padilha e o ator Pedro Paulo Rangel.

Fotonovelas – Também, a partir do sábado, será possível acessar uma das novidades dessa edição da Semana: as fotonovelas. Durante toda a 32ª Semana Luís Antonio serão disponibilizadas duas fotonovelas no Facebook do Município de Araraquara: “A dor de Geni”, com Maria da Maré, e “Luís Antonio: florescer em ¼ de colagem”, com o grupo Quarteto em Do(r) Menor.

Em “A dor de Geni”, a atriz Maria da Maré lembra que Geni, conhecida pela aparição icônica na peça “Ópera do Malandro”, de Chico Buarque, com direção de Luís Antônio Martinez Corrêa, sempre foi uma travesti. O que ninguém nunca viu, ou pelo menos, nunca quis ver, era a dor que ela carregava.

Qual é a dor de Geni? Uma delas era a de se mutilar dia-a-dia para agradar todo mundo, desde menina. Na fotonovela, a atriz Maria da Maré usa o banheiro como palco e retrata a pele que rasga e o estômago que sente o que só uma travesti sabe. Ao tentar se adequar às expectativas, talvez, ela não seja piada e chacota diariamente.

Já “Luís Antônio: Florescer em 1/4 de colagem”, com o Grupo Quarteto em Do(r) Menor, apresenta uma história de Luís Antonio Martinez Corrêa adolescente e de seu quarto. Uma história de uma parede adornada com colagens. Neste painel era possível visualizar tudo que Luís Antonio mais gostava: o cinema mudo e seus atores, artistas modernistas e personagens de animação, figuras bíblicas e de outras crenças/religiões, as garotas do teatro de revista.

O grupo – formado por Daniel Marcondes, Paula Marcondes, Rafael Muniz Pacchiega e Tânia Gomes Mendonça – realiza um mergulho na juventude de Luís e volta à superfície na certeza de que, nesta parede de colagens, já havia algo do artista que ele mais tarde se tornou.

As informações são da assessoria de imprensa da Prefeitura de Araraquara.

Serviço

32ª Semana Luís Antonio Martinez Corrêa
Dia: sábado (05 de setembro)
Local: canal da Prefeitura de Araraquara no Youtube ou pelos links disponibilizados nas suas redes sociais

Programação:
20h – Abertura (com a Secretária Municipal de Cultura, Teresa Telarolli, e a curadora Flávia Marquetti)
20h15 – Leitura Carta – “Saúde!”, com Ricardo Portari
20h30 – Leitura Dramática – “Ação Performativa – Araraquara: sujeito e memória”, com Rodolfo Groppo e Irail Rezende
+ Fotonovelas: “A dor de Geni”, com Maria da Maré, e “Luís Antonio: florescer em ¼ de colagem”, com o grupo Quarteto em Do(r) Menor (local: Facebook do Município de Araraquara)

Comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *